20 de janeiro de 2017

Pastor João Severino Neto

Em 2005, a Junta de Freguesia de São Pedro decidiu homenagear algumas figuras, com a atribuição do seu nome a Ruas da nossa Terra.
Uma dessas figuras foi o Pastor João Neto.


Já agora, porque principalmente os mais jovens da nossa Terra, talvez desconheçam a obra do Pastor João Neto, aqui ficam, de forma simples e sintética, alguns aspectos breves da sua vida e da sua obra.

Em 1960, João Severino Neto foi nomeado pela Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal, Pastor da Igreja Evangélica da Figueira da Foz.
Isso implicava ter de prestar assistência pastoral a pequenas comunidades presbiterianas existentes em aldeias circunvizinhas, como a Cova e Gala, duas aldeias situadas a três quilómetros a sul da Figueira, ali logo ao remate da Ponte dos Arcos.
Nessa altura, e estamos a falar dos anos 60 do século passado, Cova e Gala eram duas terras de pescadores completamente abandonadas pelos poderes.
Ao iniciar o seu trabalho nestas localidades o Pastor João Neto tomou conhecimento dos inúmeros problemas sociais e económicos que atormentavam a vida da população. E tomou consciência de outra coisa: se a Igreja Presbiteriana queria cumprir a missão tinha de actuar corajosamente. E foi o que fez.
Foi assim que nasceu o Centro Social da Cova e Gala, que tem como fins principais e primários desenvolver acções do âmbito da segurança social, nomeadamente nas áreas comunidade, família e população activa, Infância e Juventude, Terceira Idade, Invalidez e reabilitação. Como fins secundários desenvolve acções no âmbito da educação, da saúde, da agricultura e do trabalho.

Sem comentários:

Enviar um comentário